Paulo Magro, presidente da Chapecoense, morre vítima da Covid-19

spot_img
spot_img

O presidente da Chapecoense, Paulo Ricardo Magro, de 59 anos, morreu nesta quarta-feira (30) vítima da Covid-19. Ele estava internado na Unidade de Terapia Intensidade (UTI) do hospital da Unimed, em Chapecó, no Oeste de Santa Catarina, desde 18 de dezembro, e não resistiu às complicações da doença.

Magro assumiu a presidência da Chapecoense em agosto de 2019. Em agosto deste ano, o mandato da atual diretoria, válido até o fim da temporada, foi prorrogado por mais um ano.

Em nota, a Chapecoense lamentou o falecimento do presidente e pediu aos torcedores que se unam em orações pela família de Magro.

O clube afirmou que será feito um cortejo de veículos nesta quinta (31) em homenagem ao presidente. Ele está marcado para 14h20 com saída do estádio da Chapecoense, a Arena Condá. O corpo de Paulo Magro será enterrado no Cemitério Jardim do Éden, em Chapecó. Por causa dos protocolos sanitários contra a Covid-19, não haverá velório.

Fonte: G1

spot_img

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

spot_img

Relacionadas

spot_img

Siga nossa redes

22,942FãsCurtir
3,429SeguidoresSeguir
20,000InscritosInscrever
spot_img

Últimas Notícias