Anvisa diz que Fiocruz pedirá uso emergencial da vacina de Oxford

spot_img
spot_img

A Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) informou hoje que a Fiocruz (Fundação Oswaldo Cruz), laboratório brasileiro parceiro da AstraZeneca – responsável pela vacina de Oxford -, irá pedir autorização para o uso emergencial do imunizante contra a covid-19 no Brasil, mas não disse quando isso acontecerá.

Até agora, a Fundação havia informado apenas que pediria o registro definitivo – hoje, a presidente da Fiocruz, Nísia Trindade, disse que esse pedido será feito até o próximo dia 15 de janeiro.

Uma reunião entre a alta gestão da agência e representantes da AstraZeneca aconteceu hoje e, segundo a Anvisa, o laboratório declarou que não há dificuldades regulatórias para atender as medidas impostas pela agência para o uso do imunizante no país.

Segundo a Anvisa, o prazo para a análise do uso emergencial da vacina é de dez dias contados a partir do dia do pedido formalizado junto à agência. Para as autorizações de registro definitivo, a avaliação pode levar até 60 dias. “Este período [de 10 dias de análise] pode ser menor, a depender da quantidade de pacotes de informação já entregues pelo laboratório para a Anvisa dentro do processo de Submissão Continua”, disse a agência.

O Reino Unido se tornou hoje o primeiro país a autorizar o uso emergencial da vacina de Oxford. Em nota, a AstraZeneca informou que seguirá o processo de submissão contínua para pedir o registro também no Brasil.

Fonte: Uol

spot_img

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

spot_img

Relacionadas

spot_img

Siga nossa redes

22,942FãsCurtir
3,429SeguidoresSeguir
20,000InscritosInscrever
spot_img

Últimas Notícias