Em forma de protesto, populares destroem móveis de residência após criança ser estuprada em Valença

spot_img
spot_img

No domingo (08), moradores de Guaibim, município de Valença, destruíram móveis de uma residência em forma de protesto após informações de que um homem havia estuprado um garoto de 12 anos de idade. O homem teria tapado a boca do garoto, que vende acarajé na Praia de Guaibim, e o puxado para dentro de uma casa amarela. Um grupo de pessoas adentraram a casa que pertencia ao suposto estuprador, retirou todos os móveis e objetos que estavam em seu interior e atearam fogo. O estado de saúde da criança não havia sido divulgado.

Fonte: Tribuna do Recôncavo

spot_img

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

spot_img

Relacionadas

spot_img

Siga nossa redes

22,942FãsCurtir
3,431SeguidoresSeguir
20,000InscritosInscrever
spot_img

Últimas Notícias