Morre o ator Pedro Paulo Rangel

spot_img
spot_img
spot_img
Foto: TV Globo / João Miguel Júnior

O ator Pedro Paulo Rangel, de 74 anos, morreu na madrugada desta quarta-feira, 21/12. Ele estava internado no Centro de Tratamento Intensivo da Casa de Saúde São José, na Zona Sul do Rio de Janeiro. A causa da morte ainda não foi divulgada.

Pedro Paulo Rangel foi hospitalizado no dia 30 de novembro para tratar uma descompensação do quadro de enfisema pulmonar. No último sábado, 17, ele começou a despertar após ter a sedação interrompida. A ideia da equipe médica era avaliar a possibilidade de retirada do respirador, mesmo com uma “alteração da função renal”.

Apesar do avanço na recuperação, a equipe médica ainda considerava o estado de Pedro Paulo Rangel “delicado”. O ator lutava contra os efeitos do DPOC (doença pulmonar que obstrui as vias aéreas), causada pelo tabagismo, desde 2002.

Vida e obra

Nascido em 1948, no Rio de Janeiro, Pedro Paulo Marques Rangel era morador do Rio Cumprido, na Zona Norte da cidade. Ele teve o primeiro contato com o teatro aos 11 anos.

Ainda na juventude, integrou o grupo de teatro da Igreja de Santa Terezinha, onde conheceu o ator Marco Nanini, com quem estudaria posteriormente no Conservatório Nacional de Teatro, atual Escola de Teatro da Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (Unirio).

O ator estreou na Globo em 1972, na novela Bicho do Mato. Seu primeiro personagem de sucesso foi Juca Viana, em Gabriela. Na novela, Pedro Paulo Rangel protagonizou o primeiro nu masculino da TV. Na cena, Juca e Chiquinha (Cidinha Millan) eram expulsos por serem flagrados na cama.

Entre os trabalhos mais marcantes de Pedro Paulo Rangel, além de ‘Gabriela’ (1975), estão Saramandaia (1976), ‘Vale Tudo’ (1988), e o humorístico TV Pirata (1988).

Em 2013, após mais de 30 anos na Globo, o ator não renovou contrato com a emissora e passou a se dedicar ao teatro. Em 2014, ele estrelou Por Isso Eu Sou Vingativa, peça em interpretava Onofre Braga.

Em 2017, Pedro Paulo Rangel retornou à TV para atuar em Prata da Casa, humorístico da Fox Brasil. A série Independências, da TV Cultura, na qual encarnava um bibliotecário, foi ao ar este ano e foi o último trabalho do ator.

O adeus a Pedro Paulo Rangel

Nas redes sociais, anônimos e famosos prestaram homenagens ao ator. O senador eleito Fabiano Contarato (PT), por exemplo, enalteceu o talento de Pedro Paulo Rangel.

“Hoje perdemos um grande ator. Foram mais de 50 anos dedicados à arte, com personagens que fizeram história na televisão e no teatro brasileiro. Vá em paz! Deus conforte o coração dos familiares e amigos”, escreveu o político.

A deputada federal Jandira Feghali (PCdoB) também se comoveu com a morte do artista: “A história do teatro e televisão brasileiros não pode ser contada sem seu nome. Toda solidariedade aos familiares, amigos e aos que tiveram o privilégio de compartilhar dos palcos e gravações com ele.”

Walcyr Carrasco, autor da Globo, foi outro a dedicar algumas palavras ao artista. “Cumpriu sua missão aqui na terra o querido e talentoso ator Pedro Paulo Rangel, aos 74 anos. Uma grande perda! Sentiremos muitas saudades! Meus sentimentos aos amigos e familiares. Vá em paz, seu Calixto!”, escreveu o autor, referindo-se a um dos personagens do artista.

Ainda não há informações sobre o velório e funeral de Pedro Paulo Rangel. A família e amigos próximos ainda não se pronunciaram sobre o assunto.

spot_img

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

spot_img

Relacionadas

spot_img
spot_img

Siga nossa redes

22,942FãsCurtir
3,912SeguidoresSeguir
21,700InscritosInscrever

Últimas Notícias