Após recusa, Bolsonaro diz que ajuda argentina à Bahia “não é necessária no momento”

spot_img

Presidente passa férias no litoral de Santa Catarina em meio a tragédia das chuvas que já deixou 24 mortos e 90 mil pessoas desabrigadas

O presidente Jair Bolsonaro (PL) afirmou nesta quinta-feira (30), por meio de seu perfil no Twitter, que o governo federal recusou ajuda humanitária da Argentina para atuação nas enchentes na Bahia porque “não seria necessária no momento”. Os temporais no sul, extremo sul e sudoeste do estado já deixaram ao menos 24 mortos e 90 mil pessoas desabrigadas —o nível da enchente continua alto a ponto de cobrir casas.

Em sua publicação, Bolsonaro disse que a recusa aconteceu porque as Forças Armadas, em coordenação com a Defesa Civil, estão prestando assistência similar à oferecida pelo país vizinho. Segundo o presidente, a oferta, no entanto, poderá ser acionada caso a situação se agrave.

“Por essa razão, a avaliação foi de que a ajuda argentina não seria necessária naquele momento, mas poderá ser acionada oportunamente, em caso de agravamento das condições. A resposta do Ministério das Relações Exteriores à Embaixada Argentina é clara a esse respeito”, escreveu o mandatário.

spot_img

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

spot_img

Relacionadas

spot_img

Siga nossa redes

22,942FãsCurtir
3,143SeguidoresSeguir
19,100InscritosInscrever

Últimas Notícias